quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Uma mão quando mais se precisa




O aborto não costuma ser um processo fácil. Nem sempre uma mulher ou um homem se conseguem perdoar a eles próprios pela decisão que tomaram um dia. A Igreja Católica também dá apoio nestes casos, ao contrário do que a maioria da sociedade possa pensar. Deixo-vos uma ideia resumida da Vinha de Raquel e os contactos, caso alguém esteja a precisar de ajuda.



A Vinha de Raquel é uma obra que surgiu na Igreja e que tem como objectivo acompanhar e dar apoio espiritual e psicológico, individual ou em grupo a quem sofre por ter passado pela dor do aborto.


Nesta ajuda colaboram sacerdotes e psicólogos. Por um lado, há uma partilha espiritual centrada na Pessoa de Jesus Cristo, no acolhimento do perdão de Deus. Por outro, trabalha-se a dimensão psicológica. Já existe há dez anos em Portugal.


Para mais informações:
Telm. 917354602.
E-mail:
vinha.raquel@email.com
http://www.rachelsvineyard.org/
As informações e as inscrições são estritamente confidenciais.
E, claro,
... se estiveres grávida e com dificuldades, não impeças uma vida de nascer. Há quem te possa ajudar. A Ajuda de Mãe existe para isso: http://www.ajudademae.com/. Pode não ser muito conhecida, mas as verbas que existem servem para ajudar as mulheres e jovens que querem ter o filho e não têm grandes condições, e não podem ser utilizadas em publicidade. Aliás, todas as ajudas são bem-vindas ...

6 comentários:

Luisa Forte disse...

"Uma mão quando mais se precisa".
Não há dúvida. Ajudar estas pessoas é uma obra de amor.
Quantas pessoas sofrem deste problema, sobretudo no nosso tempo!

Maria João disse...

Custa-me muito ver que estas obras são pouco divulgadas.

Chegámos a um ponto que vale mais fazer reportagens sobre um certa clínica e fazer, assim, publicidade indirecta...

Quantas pessoas não precisam de ajuda ...


beijos

Paulinho disse...

Olá Ver pra cre li seu blog gostei muito , ja add meu links favoritos vc, tem ccomo colocar o meu ai no seu blog, se ele tiver seção de links, um abraço e fica com Deus

Anónimo disse...

Tenho aconselhado a ajuda de mâe a grávidas que se querem desfazer dos filhos. Uma delas aceitou e hoje tem um rapazito e está feliz por não ter abortado.

Em contra-corrente disse...

Apoiar a vida e aquelas que a geram é não só uma obra de caridade mas também de ajuda à sociedade.
Os filhos são o que há de mais importante no mundo.
Ajudemos quem os gera e cria.

Marlene Maravilha disse...

Que maravilha a Vinha da Raquel! e hoje é a segunda vez que leio dela!
Precisamos de muitas ongs deste genero!
beijo grande e uma semana de glórias!