quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Um novo ano


Que esperamos do novo ano? A acreditarmos no que diz a comunicação social, espera-nos um ano muito difícil, onde os trabalhadores e as classes desfavorecidas terão de apertar ainda mais o cinto.
Amargura-nos a consciência de impotência que sentimos perante essa dura realidade. Mas o derrotismo e o pessimismo não constróem. Problemas há e sempre haverá mas é preciso acreditar que está ao nosso alcance fazer com que o ano presente seja melhor que o anterior.
Mais uma vez o Papa chama a atenção para o problema da paz. E este não é só uma questão de guerras entre as nações e de conflitos mais ou menos localizados. É também ausência de condições mínimas de sobrevivência por parte de centenas de milhões de pobres e doentes, por causa da ganância de indivíduos e grupos sociais. Para além da falta de respeito pela vida alheia.
Procuremos todos que este seja um ano de mudança, a caminho de um mundo mais justo e mais fraterno.

É isto que desejamos para todos os que passam por aqui.

5 comentários:

Joaquim Costa disse...

Um bom Ano Novo também para ti.

Caros Amigos disse...

Bom Ano Novo, com muita saúde, dinheiro suficiente e sobretudo graça de Deus.

Augusta Silveira disse...

Bom Ano para ti também!

Fa menor disse...

Que seja um Ano mais fraterno, justo e solidário em que cada um faça a sua parte.

Neste Novo Ano:
"O Senhor te abençoe e te proteja.
O Senhor faça brilhar sobre ti a sua face
e te seja favorável. e te conceda a paz".

Bom Ano!

Abraço em Cristo

malu disse...

Quem espera em Deus, espera sempre melhor e eu peço-Lhe que me ajude a contribuir de alguma forma para que este ano seja melhor para alguem mais e nalgum cantinho deste mundo.

Desejo-lhe um Feliz Ano Novo!

Começamos com casita nova, hein? Vim ver para crer ;) eh eh e tá toda jeitosa...

Que Deus a abençoe e ao Padre amigo também.

Abraço em Cristo e Maria.